“A Cor como Patrimônio ou Defeito” foi o tema de debate com Muniz Sodré no Teatro Casa Grande

27/10/2011

foto (5)

Ontem, em mais um evento patrocinado pelo Instituto Casa Grande e pelo Jornal de Cultura e Política Algo A Dizer, o professor Muniz Sodré da ECO/UFRJ e ex-presidente de Biblioteca Nacional, debateu a questão étnica sob a ótica da Educação e da inclusão nas universidades no Teatro Oi Casa Grande.

foto (4)

Sodré iniciou a palestra citando Lima Barreto, como incentivador de uma reflexão de caráter ético e político sobre a identidade antropológica da sociedade brasileira. Os aspectos positivos e negativos da autoestima do povo brasileiro foram aquilatados através da “Cor como patrimônio ou defeito” e tomando como exemplo trechos da obra de Lima Barreto, a princípio, Muniz afirmou que “é possível vencer a segregação racial (…) mas, dificilmente se vence o preconceito”.

Para saber mais acompanhe a palestra integralmente clicando nos vídeos abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

Departamento de Divulgação