Petroleiro Celso Furtado é lançado ao mar em Niterói, uma homenagem a um grande brasileiro

26/11/2011

2432PEQ

No dia 20 de maio de 2010, com o apoio do Instituto Casa Grande,  o  Jornal de Cultura e Política “Algo a Dizer” realizou  o debate “Os 50 anos de Formação Econômica do Brasil”, no auditório do Sindicato dos Advogados do Rio de janeiro e que teve como protagonista a jornalista Rosa Freire de Aguiar Furtado, viúva do economista Celso Furtado. Não seria nada demais se, além da presença de companheiros interessados na obra do grande economista e fundador do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da mediação do presidente do Instituto Casa Grande, Saturnino Braga, que por sinal foi discípulo de Celso Furtado, se, ao final do debate o Sr. Abílio Mendes Soares Filho, gerente de comunicações da Petrobras Transportes (Transpetro), não anunciasse o lançamento do primeiro petroleiro fabricado inteiramente com tecnologia nacional, que levaria o nome do grande economista Celso Furtado.

Além de emocionar a companheira Rosa D’Aguiar, surpreendeu e brindou a platéia coma grande notícia, em duas ordens, primeiramente pelo momento histórico que o país vivia e em segundo pelo ressurgimento da industria naval brasileira e em especial a fluminense.    

get_img

Assim, ontem, com a presença da presidenta Dilma Rousseff, do governador Cabral Filho e demais autoridades civis e militares, foi a mar o gigantesco petroleiro Celso Furtado.

o-navio-petroleiro-celso-furtado-1o-navio-da-petrobras-construido-pelo-promef-no-rio-de-janeiro

O presidente do Instituto Casa Grande, Saturnino Braga, que meses antes escrevera uma belíssima crônica sobre o acontecimento (http://www.fpabramo.org.br/artigos-e-boletins/artigos/nave-celso-furtado) esteve presente representando o ICG.

o-navio-petroleiro-celso-furtado-1o-navio-construido-pelo-promef-no-rj

Departamento de Divulgação

Anúncios

Homenagem ao centenário de Nelson Werneck Sodré com o relançamento de “História da Imprensa no Brasil”

22/11/2011

debate_livro_NelsonWSodré_005

Ontem, 21 de novembro, o Jornal de Cultura e Política “Algo A Dizer” e o Instituto Casa Grande realizaram a primeira das duas grandes homenagens que se reservou para o final do deste ano ao grande sociologo Nelson Werneck Sodré.

debate_livro_NelsonWSodré_003

Com a presença da psicóloga clínica e e doutora em filosofia Olga Sodré que nos brindou com o tema “O general do povo e a história da imprensa no Brasil”, do historiador Lincoln Pena, presidente do Modecon, e da professora Luitgarde Barros, antropóloga da UERJ.

debate_livro_NelsonWSodré_001

Com o “foyer” do Teatro Casa Grande, como sempre, lotado o Prof. Lincoln lançou o livro “A República dos Manifestos Militares. Nelson Werneck Sodré, um intérprete republicano” e a Profª. Luitgarde, que acabou de realizar pós-doutorado sobre o grande historiador marxista, expuseram as peculiaridades de Werneck Sodré.

debate_livro_NelsonWSodré_002

Esse evento fez parte das comemorações dos 45 anos do histórico Teatro Casa Grande e da celebração do Centenário de Nelson Werneck Sodré.

debate_livro_NelsonWSodré_006

Departamento de Divulgação